Hérnias são a patologia mais comum

COGE – CLÍNICA DA SANTA CASA ESPINHO TEM NOVA MÉDICA DE CIRURGIA GERAL

Apostada constantemente numa política de crescimento e melhoria de serviços, a COGE – Clínica da Santa Casa de Espinho, reforçou a sua equipa clínica com uma mais uma médica especialista em cirurgia geral.

Raquel da Inez Correia é assistente hospitalar de Cirurgia Geral do Hospital de Santo António, sendo as suas especialidades as cirurgias parede abdominal, mama, tiróide, patologia das glândulas salivares, defeitos cervicais congénitos, parede torácica, dorsal, abdominal e lombar (incluindo hérnias da parede abdominal anterior), patologia do ânus, região perianal e sagrada.
Raquel Inez Correia destaca, em particular, a cirurgia oncológica da mama – uma das suas especilidas -, como sendo uma das que mais admira: “Até há pouco tempo, as opções cirúrgicas no tratamento dos tumores da mama, em particular dos tumores malignos da mama, eram a cirurgia conservadora da mama associada a radioterapia e a mastectomia, dependendo de fatores e indicações cirúrgicas bem definidas. A Cirurgia Oncoplástica passou a ser uma terceira opção que evita a mastectomia em doentes selecionados e melhora significativamente os resultados estéticos da cirurgia conservadora” explica a médica. .
“A Cirurgia Oncoplástica combina técnicas de Cirurgia Plástica com a cirurgia conservadora da mama convencional, de forma a conseguir um resultado estético melhor sem comprometer os princípios oncológicos. É uma área muito abrangente que inclui a remodelação tecidular do próprio tecido mamário, a utilização de próteses ou tecidos nativos (retalhos musculocutâneos) para aumentar volume”, conclui..
De todas as cirurgias que a técnica pratica, as mais frequente “são as hérnias da parede abdominal anterior primárias e incisionais, sendo a cirurgia mais comum a correção cirúrgica das mesmas, por via convencional ou por técnicas minimamente invasivas”, sendo esta uma patologia mais abrangente e comum.